Viagem e Pandemia: Mudanças e desafios do “novo normal” Postado em: Quarentena, Viagem

A pandemia afetou o nosso modo de viver como um todo, já não saímos mais de casa sem máscara e álcool gel, pensamos duas vezes antes de tocar em algo na rua e mantemos uma distância segura para falar com outras pessoas.

Esse é o nosso novo normal. Mas e com relação às viagens? O que mudou e o que ainda pode mudar?

É sobre isso que falaremos nesse artigo, fica com a gente até o final para saber quais são as principais mudanças no perfil de comportamento dos viajantes de plantão, os desafios e as novas regras e boas condutas das companhias aéreas, hotéis e pousadas!

Perfil Comportamental dos Viajantes no “Novo Normal”

Uma grande mudança que podemos notar logo de cara é a preferência pelo carro aos demais meios de transporte, isso porque esse tipo de viagem coloca a pessoa em menor contato com outras pessoas, estando dentro de um ambiente considerado mais seguro.

Ainda assim vale a atenção em paradas para abastecer, comer, ir ao banheiro e pagar o pedágio, mas adotando as regras básicas de higiene como lavar bem as mãos e manter o distanciamento social, você pode viajar mais tranquilo!

Uma outra mudança, e alertamos aqui para fazer um alerta tendência, é o fato de as pessoas aproveitarem muito mais nesse período as acomodações em si do que o destino propriamente dito.

O “onde ficar” neste momento tem um peso maior relacionado ao “onde ir”, uma vez que as restrições muitas vezes te colocarão em situações de encontrar diversos pontos turísticos fechados.

Dessa forma, muitas pessoas tem preferido investir em hotéis/pousadas/imóveis de temporada com diferenciais em suas acomodações, com algumas comodidades como possibilidade refeições no quarto, piscinas privativas, entre outros.

Uma outra forte tendência que tem crescido cada vez mais com o avanço da pandemia é o turismo de isolamento, ou seja, aquela viagem que as pessoas fazem para se isolar em vez de frequentar lugares muito badalados e turísticos, dando preferência para mais áreas abertas e maior contato com a natureza.

Essa tendência ganhou força com o trabalho remoto (home office) e as aulas remotas (home schooling), o que permite que as famílias viajem e continuem exercendo suas atividades sem nenhum tipo de interferência, basta um local com boa conexão de internet para que seja possível “viver viajando”.

É seguro viajar?

Como tudo o que envolve pandemia e COVID-19, a resposta para essa pergunta é incerta, mas é possível sim viajar, uma vez que existe um esforço conjunto tanto dos viajantes quanto das companhias aéreas e do setor hoteleiro em promover o máximo de segurança em seus serviços.

Mesmo com este esforço, quando falamos em viajens de avião, vale o cuidado redobrado, uma vez que alguns desafios serão inevitáveis como:

  • Ar que circula na aeronave: Por mais que a maioria das aeronaves conte com sistemas de filtro HEPA (High Efficiency Particulate Arrestance), ou seja, filtros com maior capacidade de retenção de partículas, a qualidade do ar não é 100% garantida, mesmo porque não há interferência no fluxo de ar entre uma poltrona e outra por exemplo
  • Áreas de contato: Poltronas, portas, maçanetas, pias e torneiras merecem atenção redobrada por serem grandes fontes de contágio.

Medidas de segurança adotadas pelos aeroportos e aeronaves

  • Uso de máscara obrigatório
  • Renovação frequente do ar
  • Disponibilidade de álcool gel em diversos locais
  • Serviço de bordo reduzido ou suspenso
  • Assento do meio livre e capacidade reduzida
  • Higiene redobrada com produtos adequados
  • Novas regras de embarque e desembarque, mais organizado
  • Check-In online

Para viagens de carro, como citamos acima os riscos, veja algumas dicas de segurança

  • Evite longas distâncias onde existirão mais chances de paradas
  • Pagar gastos com cartão por aproximação ou pelo celular (PIX)
  • Álcool gel e máscara cobrindo boca e nariz durante as paradas
  • Levar a própria comida (quem não ama um sanduichinho feito em casa?) 🥪

Os hotéis e pousadas estão também se adaptando à essa nova realidade com novas medidas de segurança e higiene, sendo elas:

Hotéis

  • Capacidade reduzida de hospedagem
  • Maior flexibilidade em casos de cancelamentos/alterações
  • Higiene redobrada com produtos adequados
  • Restrição à algumas comodidades como piscina coletiva e spa

Para onde viajar?

Estando num momento crítico da pandemia com o aumento contínuo dos casos, como o que nos encontramos especialmente aqui no Brasil, as opções de viagem ainda se encontram muito incertas e restritivas.

A maior parte dos estados brasileiros continuam registrando aumento dos casos e por isso os níveis de restrição são grandes, sendo o próprio Brasil um destino um tanto incerto para o planejamento de viagens nos próximos meses.

Em contrapartida, muitos países já apresentam diminuição dos casos devido à aplicação mais avançada da vacina e por isso à primeira vista podem parecer melhores opções de destino, se não fossem às restrições de entrada à turistas brasileiros como por exemplo Estados Unidos, Espanha, Alemanha e Reino Unido (confira a lista completa aqui).

Mas nem tudo está perdido, tenha calma viajante!

Existem países (nada óbvios!) com restrições mais leves, que permitem a entrada de brasileiros, e seguindo todas as dicas que demos neste artigo é possível viajar com mais tranquilidade, veja quais são:

África do Sul

A reabertura do país foi anunciada recentemente para turistas de todos os países, inclusive do Brasil, as únicas exigências são: Teste de Covid-19 negativo obtido no máximo 72 horas antes da viagem e preenchimento de um questionário online até dois dias antes da chegada ao país.

Africa do Sul

Barbados

O país que teve até então 39 mortes por conta do Coronavírus está com as fronteiras abertas para visitantes de todos os países, mas também com a exigência do PCR negativo emitido no máximo 3 dias antes da chegada.

Para saber mais sobre, acesse o protocolo feito pelo governo de Barbados.

Barbados

Costa Rica

A Costa Rica reabriu suas fronteiras em novembro/2020, para visitar basta preencher o formulário de saúde e também possuir seguro saúde que cubra casos de covid-19.

Costa Rica

Egito

Brasileiros liberados para entrar no Egito, bastando a apresentação de PCR negativo emitido com 96 horas de antecedência, além do preenchimento do “Cartão de Saúde Pública” na chegada do país.

Esse é o destino escolhido? Então você não pode perder o artigo que fizemos todinho dedicado a esse país com roteiros incríveis, clica aqui!

Egito

Jamaica

Aceitando visitantes de todos os países desde Junho de 2020, Jamaica também retornou logo às atividades normais como trabalho e bares reabertos com restrições de capacidade.

Brasileiros precisam apresentar teste negativo para Covid-19 ou antígeno emitido em até 10 dias antes do embarque. Para mais informações acesse o site visitjamaica.com.

Jamaica

Além destes, outros países também já estão permitindo a entrada de brasileiros, então escolha seu próximo destino, mas fique ligado nas notícias e nas restrições para não ser pego de surpresa, combinado?

E você? Como tem se sentido com relação às viagens neste período? Já fez alguma ou está em casa fazendo planos? Conta pra gente nos comentários, vamos adorar saber!